BLOG

Provocações, questionamentos e estudos sobre comunicação.

  • Carpes

O Brasil que Queremos: a Ideia, a Realidade e o Caminho

Atualizado: 7 de Jun de 2018


Estruturar um negócio, e quiçá um país, é infinitamente mais complexo do que ter uma ideia. Afinal, qual é a ideia para o Brasil hoje? E, especialmente, qual é o caminho das pedras da nação tendo em vista a sua própria história?


Com a descrença nas estruturas governamentais e as novas possibilidades de serviços criadas a partir do avanço tecnológico e da internet, o Brasil está, com dores e amores, iniciando um processo de desenvolvimento calcado no empreendedorismo. Contudo, assim como qualquer “bebê recém-nascido”, os ecossistemas, a cultura, o conhecimento, a bagagem e estrutura, seja ela tributária e legislativa, estão, na verdade, muito aquém da expectativa imediatista do brasileiro.


A verdade é que não se reconstrói uma país historicamente desequilibrado em poucos anos. Por que, apurando os fatos, pode-se constatar que as mudanças são estruturais. Há anos escutei uma frase que com o passar do tempo passou a fazer cada vez mais sentido: “o fruto não cai longe do pé”. As exceções existem, mas a regra se confirma. Ex-colônias inglesas, Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia – todas em franco desenvolvimento. Ex-colônias portuguesas e espanholas, paternalismos, desigualdades e, por que não reconhecer, fragilidades de ponta a ponta.


Até aqui, o óbvio, que é senso comum em muitas conversas. Mas, vamos agora um pouco mais em profundidade: qual é a real riqueza por trás dos países desenvolvidos? Recursos naturais? A América Latina e África têm em grande abundância e sentimos escorrer pelas mãos. Tecnologia? Japão e Coreia do Sul, referências no setor, não tinham nada até poucas décadas. Ordem? A Alemanha perdeu duas guerras mundiais e foi devastada estruturalmente num intervalo de 30 anos.


A resposta pode parecer simples, mas é de uma profundidade enorme: cultura. “Doa a quem doer”, o fato é que povos em estágios mais avançados de evolução foram lapidados, por uma série de fatores históricos e geográficos, até comporem um conjunto de saberes, comportamentos e práticas estruturadas. Passaram conscientemente por períodos de escassez e, nas dificuldades, aprenderam a identificar o essencial, o caminho do equilíbrio e prosperidade.

Essa leitura, na minha opinião, explica em parte a conjuntura socioeconômica do planeta. Muito mais importante do que Ter, é Ser e Saber Fazer. Não importa quantas guerras mundiais aconteçam na Alemanha, a identidade cultural garante a volta por cima em tempo recorde. Terremotos no Japão? Vida normal em quatro dias. Nevasca nos países nórdicos? Infraestrutura e desenvolvimento sustentável de referência.


Ok, boas referências são fundamentais. Mas, na prática, tendo em vista o espírito empreendedor brasileiro que está saindo do Neonatal… e a nossa realidade, configurada a partir de uma identidade cultural questionável em muitas aspectos, qual é efetivamente a contribuição que procuramos oferecer na Carpes para o desenvolvimento do Brasil? Um serviço estrutural de posicionamento, comunicação, design e marketing, junto ao empresário.


Nesses seis anos de existência percebemos que para auxiliar na constituição de empresas sólidas, que se perpetuem no tempo e gerem impacto na sociedade, os empreendedores e os seus respectivos negócios precisam de um suporte próximo e integral. Mais do que consultores distantes, parceiros que identifiquem e mergulhem nas fragilidades da organização, conduzindo os sócios a lapidarem as empresas com convicção de que o melhor é possível; e, especialmente, de que o bom é inimigo do ótimo.

Definitivamente não atuamos num modelo de agência tradicional, por mais rentável que seja. Com consciência, a opção por atender poucos clientes nesse formato expressa sobretudo uma ideia, uma paixão e um propósito: o Brasil que queremos.



Francisco Barros

Relações Públicas da Carpes



Carpes

Design e Gestão de Marcas

O melhor é possível

76 visualizações
Design e gestão de marcas

O melhor é possível

ola@carpesdesign.com | 51 3907 8400

  • Facebook Carpes
  • Instagram Carpes
  • LinkedIn Carpes
  • Behance Carpes