• Carpes

#FiqueEmCasa


Aqui na Carpes acompanhamos métricas, estatísticas e dados diariamente. Através de curtidas, compartilhamentos, visualizações, cliques, seguidores, comentários (e outros números mais técnicos) que monitoramos e avaliamos a audiência da comunicação que desenvolvemos para nossos clientes. E é graças a internet que tudo isso é possível. Não há dúvidas que a rede revolucionou a comunicação em velocidade, forma e conteúdo. Por isso, hoje gostaria de dividir com vocês um breve conto, que recebi em um grupo de WhatsApp, que tem muita sintonia com o momento atual que estamos. Diz o conto que em uma pequena cidade indiana, o único filho de um poderoso rajá havia sido morto em uma batalha. O pai, desolado, entrou em depressão perdendo gosto pela vida e pelo comando do reino. Apreensivo com a queda iminente do reino um sacerdote brâmane visitou o nobre rajá e presenteou-o com um tabuleiro de um jogo contendo 64 quadrados, pretos e brancos, com peças que representavam fielmente as tropas do exército: infantaria, cavalaria, carros de combate, os condutores de elefantes, o vizir e o próprio rajá. O sacerdote informou o rajá que o presente poderia acalmar seu espírito e curar a depressão. Após jogar por dias afinco, recuperado e pronto para governar seu reino, o rajá agraciou o sacerdote com uma recompensa: estava livre para pedir o que desejasse. Recusando a oferta, diversas vezes, após a insistência do governante, o sacerdote fez o seguinte pedido: 1 grão de trigo pela primeira casa do tabuleiro, 2 pela segunda, 4 pela terceira, 8 pela quarta e assim sucessivamente até a sexagésima quarta casa. O rajá chegou a achar graça tamanha a ingenuidade do sacerdote pedindo tão pouco. Contudo, após vários cálculos o rajá descobriu que, mesmo entregando toda safra, o reino ficaria em dívida com o sacerdote, pois faltaria trigo para atender ao pedido que ultrapassava os 18 trilhões de grãos. Impressionado com a inteligência do sacerdote brâmane, o rajá o convidou para ser o principal vizir do reino. Esse conto é uma metáfora perfeita para entendermos o motivo para ficarmos em casa neste período. Estamos todos revendo processos e organizados para mantermos o cronograma de nossos clientes. Apesar de não ser adequado, estamos em home office por segurança. Uma vídeochamada não substituiu o calor e a espontaneidade da troca presencial. Contudo, sabemos que quebrar a rotina é um excelente método para oxigenar a criatividade revendo outros pontos de vista da mesma situação. Vamos sair todos dessa quarentena melhor do que entramos. Vídeo que recebi foi de Roberto Ruz, mexicano, autor do livro “Eres lo que publicas”. Link do vídeo: https://www.instagram.com/tv/B9zXJFigZrt/?utm_source=ig_web_copy_link

Byron Andrew

Sócio da Carpes


Carpes

Design e Gestão de Marcas

O melhor é possível


#juntoscontraovirus #ficaemcasa #quédateencasa

43 visualizações
Design e gestão de marcas

O melhor é possível

ola@carpesdesign.com | 51 3907 8400

  • Facebook Carpes
  • Instagram Carpes
  • LinkedIn Carpes
  • Behance Carpes